terça-feira, 31 de janeiro de 2012

Grandes Escritores #1

Eu começo mais uma série, nessa série eu falarei um pouco sobre exímios escritores que já tiveram publicadas grandes obras que influenciaram e continuam influenciando gerações. No primeiro episódio da série nossa taberna tem o orgulho de apresentar o querido escritor brasileiro Eduardo Spohr. Que escreveu A Batalha do Apocalipse: Da queda dos Anjos ao Crepúsculo do Mundo, Filhos do Éden-Herdeiros de Atlântida, Protocolo Bluehand: Alienígenas, RPG: A Batalha do Apocalipse e um conto chamado Torre das Almas no livro Imaginários 3.

Minha introdução a leitura:

Escrever essa homenagem a Eduardo Spohr, para mim é um prazer incomensurável. Em partes foi Eduardo Spohr que me introduziu a leitura, com o seu primeiro livro publicado, que é o pimeiro livro sobre anjos de Eduardo Spohr, o livro é A Batalha do Apocalipse: Da queda dos Anjos ao Crepúsculo do Mundo. A Batalha do Apocalipse foi o primeiro livro que eu li e me prendi a ele. Eu ia para escola pensando no livro, e voltava para casa ansioso para descobrir o que aconteceria com Ablon em sua jornada.
A Batalha do Apocalipse na versão original Brasileira
Eu nunca tinha recebido nenhum incentivo para leitura por parte de familiares, o maior incentivo que eu recebi veio do Nerdcast, que é o podcast que Eduardo Spohr participa freqüentemente. Eduardo Spohr mostrou-se um fã de muitos coisas que eu também sou fã como Star Wars, Indiana Jones, RPG e etc... Mas além de gostar disso eu percebi que ele apreciava escritores como Tolkien. Eu sabia que estava perdendo alguma coisa então resolvi ler A Batalha do Apocalipse, após ler eu queria ler mais e mais. Hoje eu aprecio a literatura, e sou fã de muitos escritores além do querido Eduardo Spohr. Como por exemplo, Tolkien e suas grandes obras como O Silmarillion, O Hobbit, Contos Inacabados, O Senhor dos Anéis, Filhos de Húrin e etc...

Eduardo Spohr:
Eduardo Spohr
Eduardo Spohr é filho de um piloto de avião, que pela profissão de seu pai, teve a oportunidade de viajar por diversos países, e conhecer culturas e religiões. Essas culturas e religiões que Eduardo Spoht conheceu auxiliaram ele na criação do seu primeiro livro, mas não foi só isso que ajudou ele.
Todos que acompanham o escritor sabem que ele é um grande Nerd, que assim como todo Nerd que se repeita gosta de Tolkien, Star Wars, RPG, Cavaleiros do Zodíaco, e a maioria dos filmes e livros nerds. Eduardo Spohr afirmou que uma das grandes ajudas para o seu livro foi o RPG. Mas eu acredito que além disso ele recebeu influências de tudo o que é produto dessa cultura nerd, que Eduardo Spohr vive. O que Eduardo Spohr escreve é uma coisa que só os escritores estrangeiros costumam escrever. A Literatura Fantástica, é algo muito novo aqui no Brasil, e Eduardo Spohr é o pioneiro na introdução desse tipo de Literatura em um país como o Brasil.

Eduardo Spohr é muito conhecido entre os membros do Nerdcast por ser o participante que conta as piadas sem-graças, e o Paladino. No Nerdcast 251-Especial RPG-O Bruxo, a Princesa e o Dragão, ele interpretava Artimus, o Paladino. Tomando uma atitude de paladino no Nerdcast-Especial RPG-O Duque, A rosa e o Beholder, Artimus escolheu sair do grupo e não praticar atos desonestos.

A Batalha do Apocalipse na versão Holandesa
Além de Eduardo Spohr escrever livros excelentes, os seus livros são um sucesso de venda nas livrarias do Brasil, e futuramente será tampém nas livrarias internacionais, como na Holanda que vai ser publicado o seu livro A Batalha do Apocalipse. O livro na língua nativa se chamará De Engelen Van de Apocalyps. No Brasil Eduardo Spohr conseguiu algo que era muito difícil de se pensar. Os anjos de Eduardo Spohr desbancaram nas vendas no Brasil os bruxos da J. K. Rowling, e os vampiros da Stephenie Meyer. O sucesso de Eduardo Spohr foi tão grande que ele foi entrevistado pelo nosso querido David Letterman gordo e brasileiro, o Jô Soares, Sem Censura, e no Estúdio Móvel e também foi entrevistado pela Zine in Motion na Bienal 2011. Curiosamente eu apareci dando uma breve entrevista e passando vergonha, não consegui falar nada direito mas pelo menos fiz a minha parte e puxei o saco do Eduardo Spohr, afinal, ele merece. Veja as entrevistas a seguir:
Entrevista Jô Soares Parte 1:
Entrevista Jô Soares Parte 2:
Entrevista Sem Censura:
Entrevista Estúdio Móvel:
Entrevista Zine in Motion (Eu apareço na entrevista aos 4:31 até 4:43):

Eduardo Spohr além do seu sucesso na literatura também é um grande nome na internet, ele é um importante membro do Nerdcast, geralmente participando em Nerdcasts sobre literatura, RPG, filmes nerds e etc.. Eduardo Spohr tem um blog o Filosofia Nerd, nesse blog ele publica novidades sobre os próximos lançamentos e alguns presentes do escritor como o RPG da Batalha do Apocalipse que ele disponibilizou em formato PDF no seu blog. Para fazer o download do RPG clique aqui, e você será redirecionado para o post do Filosofia Nerd, contendo as informações e links para a versão mais atualizadas do RPG. Você também pode curtir a página do Eduardo Spohr no Facebook, clicando aqui, e seguir o twitter dele clicando aqui.

A Batalha do Apocalipse:
Fan-Art de Ablon feito por Marco Teixeira,
ao Jovem Nerd
É muito difícil falar de Eduardo Spohr sem falar do seu primeiro livro A Batalha do Apocalipse. Como citado anteriormente, o livro foi um sucesso na crítica e nas vendas. A Batalha do Apocalipse teve início como um projeto independente apoiado pelo site Jovem Nerd, que os seus administradores Alexandre Ottoni e Deive Pazos ajudaram muito Eduardo Spohr no início de sua carreira. Foi feito uma grande propaganda no podcast do site, pois foi feito um nerdcast só sobre A Batalha do Apocalipse. A Batalha do Apocalipse hoje em dia é publicado pela editora Verus, e continua sendo o sucesso que sempre foi.O Livro é muito bom e é altamente recomendado, tanto pela crítica quanto por seus leitores comuns.

Os fãs de Eduardo Spohr foram presenteados com várias críticas positivas, de pessoas muito importantes na literatura, entre elas o famoso Paulo Coelho. Que recentemente escreveu o livro O Aleph que conta como Paulo Coelho decidiu recomeçar tudo de novo por motivos espirituais. A crítica está estampada na contra-capa do livro A Batalha do Apocalipse, e em sua versão holandesa está na capa. A Batalha do Apocalipse te faz viajar por várias eras e lugares. Da Babilônia antiga ao Brasil contemporâneo.

A Batalha do Apocalipse conta que Yaweh criou o universo em 7 dias, e depois descansou. Antes de seu descanso Yaweh deixou o comando com o seu servo mais fiel, Miguel o Arcanjo. Mas Miguel vê a criação de deus, os humanos e sente inveja da dádiva que Yaweh os deu. Ele não aceita que os humanos tenham ganhado todo o favor e o presente do livre arbítrio de Yaweh. Então Miguel decide iniciar um massacre a humanidade, do grande Dilúvio a destruição com fogo de Sodoma e Gomorra. Mas no céu nasce uma rebelião comandada por Lúcifer, a Estrela da Manhã outro arcanjo que era subordinado de Miguel. Lúcifer tinha inveja de Miguel e do cargo que Yaweh o deu, o maior objetivo de Lúcifer era assumir o trono de Miguel. Lúcifer é astuto e sedutor, conseguindo enganar os anjos que amavam os humanos, iludindo eles com falsas promessas. As tropas de Lúcifer foram exterminadas, e o arcanjo Lúcifer e seus servos caíram, e A Estrela da Manhã juntamente com os seus lacaios assumiram o comando do inferno. Entre os justos que fizeram parte do exército de Lúcifer estava Ablon o querubim que se tornou o renegado. A trama da Batalha do Apocalipse gira em torno de Ablon e sua estória. Essa estória abrange romance, drama, aventura, ação e todos os elementos que são necessários para fazer uma obra prima como A Batalha do Apocalipse.

Filhos do Éden:
Capa do 1º livro da série Filhos do Éden
O segundo livro de Spohr também trata-se de anjos, e também ocorre no universo de A Batalha do Apocalipse, mas não é uma continuação. O 1º livro da série Filhos do Éden-Herdeiros de Atlântida, são narrados acontecimentos anteriores ao da história de A Batalha do Apocalipse, só que desta vez não trata-se do personagem Ablon, Shamira e etc... Trata-se de uma história um pouco mais simples com anjos um pouco fracos na hierarquia angelical. Os protagonistas são Denyel, Kaira, Levi e Urakin. Denyel é o típico anti-herói, muito parecido com o Han Solo. Denyel é um querubim que após descer a terra se isolou, e se camuflou na humanidade aprendendo a esconder a própria aura. Denyel busca sua redenção para com os anjos. Enquanto Kaira é uma ishin que habita a terra e tem a suas memórias alteradas. E acabou sendo vítima de uma lavagem cerebral que implantaram memórias falsas de uma humana, fazendo a ishin ficar confusa sobre quem ela realmente é. Enquanto Levi e Urakin são anjos mandados na missão de resgatar a Ishin que é conhecida como a Centelha Divina! Um livro que é mais focado em eventos nao tão grandiosos quanto A Batalha do Apocalipse, mas também é tão empolgante quanto. As batalhas não são batalhas tão fantásticas, e são mais focadas na realidade humana, isso acontece pela falta de poder dos protagonistas. Por exemplo, enquanto na Batalha do Apocalipse Apollyon, o Exterminador não foi afetado por tiros. No Filhos do Éden armas dos mortais são extremamente perigosas, e a arma usada por Kaira uma pistola Beretta M 1951 que poderia ferir os anjos, raptores e etc... Isso porque os protagonistas enfrentaram apenas personagens do mesmo nível que o deles. Os golpes que os querubins aplicam não são golpes tão fortes como a Ira de Deus, mas são golpos normais como socos e chutes. Apesar disso o livro não fica pior, ao contrário, a visão dos anjos que Eduardo Spohr teve no primeiro livro da série Filhos do Éden, torna os anjos mais próximos dos humanos. Eduardo Spohr já está trabalhando na continuação da série Filhos do Éden, o próximo livro da série será o Filhos do Éden-Anjos da Morte.

Protocolo Bluehand: Alienígenas:
Capa do Protocolo Bluehand: Alienígenas
Protocolo Bluehand não é só um livro, mas o Protocolo Bluehand é algo que começou no Nerdcast aonde tem um participante chamado Caio Lúcio que recebe a alcunha de Bluehand. O motivo exato eu não sei, mas eles sempre tiveram a brincadeira que o Bluehand era uma espécie de John Connor. E quando o fim do mundo estivesse acontecendo o Bluehand deveria ser imediatamente localizado e protegido, pois só ele poderia nos salvar. E assim que ele fosse localizado e protegido, dava-se início a um protocolo de proteção mundial, o Protocolo Bluehand. Mas esse protocolo nã previne somente contra a invasão alienígena, mas também previne contra qualquer meio de destruição mundial. Desde Guerra Nuclear, Apocalipse Zombie até Catástrofes Naturais.

Não é a toa que o participante do Nerdcast Bluehand é o foco dessa brincadeira sobre protocolo de proteção mundial. Bluehand é conhecido por ser o Nerd conhecedor de todos os assuntos, e conhecedor de todas as ciências. Na apresentação do Nerdcast #13 o Bluehand em sua apresentação disse: "Aqui é o Bluehand, e eu sou o Nerd Enciclopédia." Para vocês terem uma idéia do que eu estou falando, imagine uma hierarquia de conhecimento, no topo dessa hierarquia está Bluehand e um andar abaixo está o Google!

Mas saindo um pouco do Bluehand, vamos falar sobre o livro em si. O livro é mais um projeto que não teve o apoio de outras editoras, mas esse livro é da Nerdbooks. Que é a recém criada empresa do site Jovem Nerd que publica livros. O livro é um guia que nos informa quem são os alienígenas, seus pontos fortes, fracos e se são amigos ou não. O livro também informa meios de sobrevivência, como a nutrição, exercícios físicos e etc... Mas de qualquer forma, de acordo com Eduardo Spohr, o livro se trata de uma grande piada, mas ele afirmou em seguida que NADA que está no livro é inventado. E eu posso confirmar isso pois tenho o livro e no final existem muitas referências (Eu achei até Pumping Iron do Schwarznegger, nas referências). Apesar de Eduardo Spohr ter tido uma grande importância na realização desses livros, duas pessoas que foram idealizadoras do projeto e foram de grande ajuda para sua realização, foram indispensáveis. Esses são Alexandre Ottoni (Jovem Nerd/Allotoni) e Deive Pazos (Azhghâl, o Anão), citados varias vezes ateriormente como sendo de grande importância para as realizações de Eduardo Spohr. O livro foi um sucesso de vendas na pré-venda, e todo o estoque da Nerdstore (Loja virtual do site Jovem Nerd), acabou em questão de 2 dias. Mais uma tiragem está sendo vendida, se você quiser adquirir o seu Protocolo Bluehand: Alienígenas clique aqui. Mais corra pois VAI acabar muito rápido.

Lista de links:
Para adquirir o seu A Batalha do Apocalipse, clique aqui.
Para adquirir o seu A Batalha do Apocalpse Ed. Especial*, clique aqui.
Para adquirir o seu Filhos do Éden-Herdeiros de Atlântida, clique aqui.
Para adquirir o seu Protocolo Bluehand: Alienígenas, clique aqui.
Para adquirir o seu Imaginários 3**, clique aqui.
Faça o download do seu RPG: A Batalha do Apocalipse, clique aqui para o download.
Siga Eduardo Spohr no Twitter, clique aqui para segui-lo.
Curta a página de Eduardo Spohr no Facebook, clique aqui para cutrir.


*A Batalha do Apocalipse Edição Especial contém: Capa dura, capítulos inéditos, textos extras, organogramas e ilustrações. Eu adquiri e recomendo.
**Imaginários 3, é um livro aonde tem uma série de contos, e um deles foi escrito por Eduardo Spohr. O conto é a Torre das Almas, e segue a mesma linha e universo de Filhos do Éden e A Batalha do Apocalipse.

João Victor:

João VictorJoão Victor é um fã de Eduardo Spohr, que está no aguardo de Anjos da Morte e do Livro de Cenários do RPG A Batalha do Apocalipse.


domingo, 29 de janeiro de 2012

[Crossover] Luke vs. Link

Após um tempo refletindo sobre qual crossover escrever, eu consegui pensar em um crossover entre Darth Vader vs. Link! Mas eu pensei melhor sobre a batalha de Darth Vader e Link, e cheguei a conclusão que não seria um duelo justo, afinal, nunca teria como o Grande Lord Sith enfrentar apenas um garoto inexperiente e sem treinamento. Após eu pensar isso, eu lembrei de outro garoto que era inexperiente e sem treinamento nenhum, o filho do Grande Lord Sith - Luke Skywalker. Eu fiquei maquinando essa batalha na minha mente durante horas e horas, e eu resolvi trazer a vocês a tal batalha que eu imaginei. Os lutadores são Luke Skywalker o Cavaleiro Jedi vs. Link o Cavaleiro de Hyrule (Link nunca teve um sobrenome revelado durante qualquer jogo da série).

Luke Skywalker:
Ele é um jovem rapaz em busca de uma coisa maior que a sua minúscula fazenda em Tatooine, ele procura algo melhor, que faça ele ser lembrado, que deixe seu nome gravado no livro da eternidade. Ao mesmo tempo ele procura respostas sobre quem e como era o seu suposto pai. Ele recebe seu sabre de luz e treinamento de um velho sábio (Ben Kenobi/Obi-Wan Kenobi).


Armas/Poderes/Habilidades:
  • Habilidade de luta com espada
  • Sabre de Luz (A arma principal de tudo o universo de Star Wars, nos filmes e no universo expandido. Ela ganha uma grande simbologia, sendo considerado o item mais importante de um jedi. Existe toda uma mitologia e mistério por trás dessa arma única. Obi-Wan descreve essa arma como sendo nobre, para tempos de paz.)
  • Gancho (Utilizado no Episódio IV quando ele escapa com a Leia dos Stormtroopers)
  • Blaster Pistoll
  • Binóculos (Utilizado por Link no episódio IV para procurar o droid de protocolo R2-D2)
  •  Força:
    • Telecinese (Poder da força de levitar objetos)
    • Telepatia (Poder de manipular mentes, o Luke não domina esse poder da força tão bem)
    • Force Choke (Enforcar um indivíduo com o poder da força)

Link:
Os dois heróis desta batalha tem a história muito parecida. O Link é um jovem rapaz em busca de algo maior que a sua vida na fazenda como criador de Éguas e Bodes (Aqueles bodinhos que ficam enchendo o saco). Ele nunca hesitou em sair daquela vida até que algo que mudaria a sua vida acontece, sua amiga/namorada Ilia e seus amigos Malon, Talon e cia. São capturados por seres até então desconhecidos por Link.

Versão de personagem escolhido para Batalha:
Para uma batalha mais equilibrada escolheremos o Link do game The Legend of Zelda: Twilight Princess. Escolhemos para essa batalha um Link a qual nós temos mais detalhes de seus Itens, Armaduras(Túnicas), Armas e etc...

Armas/Poderes/Habilidades:
  •  Habilidade com espada e escudo
  • Armadura (Túnica verde, malha de aço por baixo da túnica, bracelete de proteção e bota de proteção)
  • Master Sword (A arma retirada da pedra, ela é a espada que pode acabar com o mal. Ela é a única espada capaz de distruir a maior concentração de maldade em Hyrule, o grande Rei do Mal Ganondorf)
  • Hylian Shield (O seu materia é desconhecido, mas possue alta qualidade pois foi construído pelos famosos Hylians.)
  • Hero's Bow (Um poderoso arco e flecha)
  • Gale Boomerang (Um Boomerang que tem uma espécie de poder sob o vento. Esse boomerang foi um presente da Fada dos Ventos para Link)
  • Hawkeye (Dá a Link uma visão além do alcance normal de humanos)
  • Bomba, Bombling e Bomba Aquática
  • Spinner (Uma espécie de Peão no qual Link usa como uma prancha, tanto para atacar quanto para andar em trilhos nas paredes)
  • Gancho
  • Ball and Chain (Uma pesada bola de ferro presa por uma corrente)
Atenção: Itens inúteis para batalha que link possúi como: Bottle, Fishing Rod, Slingshot, Lantern e etc... Foram excluídos da lista.

A Batalha:
O Campo como sempre é neutro.
Luke possui uma vantagem o seu sabre de luz, mas o link compensa isso com sua Master Sword. Provavelmente você deve estar se perguntando: "Mas o sabre de luz não corta metal como se corta papel?". Mas a Master Sword nunca pode ser cortada, quebrada ou algo do tipo por causa de encantos, mas não se pode dizer o mesmo sobre o Escudo. Na batalha Link perde o seu escudo. Ele terá que esquecer o escudo e tentar arriscar na boa e velha combate com espada. O Link poderia bater de frente, mas estaria em desvantagem pois o estilo de luta de espada que o Link domina é necessário um escudo para a defesa, ao contrário do Luke que pode se defender com o próprio sabre. O Link teria que arriscar mesmo em desvantagem, uma batalha de espada e sabre, mas o Link não teria chance pois no Episódio V o Luke bateu de frente com Darth Vader num combate de sabres, e como todos sabem Darth Vader é extremamente superior ao Link. Resta para o link os ataques a distância e arsenal a distância o Link tem de sobra. Como o Luke agiria para cada arma:
  • Bomba, Bombling Water Bomb:
    O Luke simplesmente desviaria a bomba para longe dele com a força podendo usar isso inclusive contra o próprio Link, jogando de volta a bomba para o Link.
  • Ball and Chain:
    O Luke poderia ser afetado brutalmente por essa arma, pois o Luke não conseguiria cortar a bola em si, pois se trata de uma grande quantidade de metal, iria demorar minutos para o Luke cortar aquela bola, e cada segundo em um combate é fatal. Mas isso não levaria Luke ao chão pois ele conseguiria escapar de grande parte dos ataques, pois ele possui uma grande destreza.
  • Hero's Bow:
    O Luke defende raios laser de alta velocidade com o sabre, defender flechas seria simples para Luke.
  • Gale's Boomerang:
    O Luke teria uma certa dificuldade de cortar esse Boomerang com o sabre, por causa de encanto/magia, o sabre não poderia cortar. Mas ele poderia parar o Boomerang com um tiro da Blaster Pistol.
  • Hawkeye:
    Eu nem sei porque eu coloquei isso na lista de armas do Link.
  • Gancho:
    Serviria apenas para a fuga de Link, mas o Luke também possui um gancho. Então aqui 0x0.
  • Armadura:
    Apenas atrasaria a morte de Link.
Após o Link usar todos os seus intens sem sucesso, o Link está perdido pois perdeu todas as suas armas durante o combate, o Luke teria varias maneiras de matar Link. Ele poderia escolher entre cortar sua cabeça com o sabre, dar um tiro com a blaster pistol, enforcar ele com a força e etc... O Cavaleiro Jedi Luke Skywalker venceria com muita facilidade, apesar de link possuir mais itens. Os itens que o Link possuí não afetam o jovem jedi...

sábado, 28 de janeiro de 2012

Ficha do Personagem: Lobo

ANTES DE LER ATENÇÃO:
Este artigo post não é recomendado para qualquer um, por conter:
  • Violência sem limites
  • Palavras que podem e vão te ofender
  • Nudez
  • Consumo de Álcool
  • Um toque do Lobo
Ficha do Personagem:
Nome: Lobo
Idade: Aproximadamente 400 anos, mas ele é imortal.
Alinhamento: Caótico/Neutro
Profissão: Caçador de Recompensas
Poderes: Super Força, Super Agilidade, Localizar o seu alvo em qualquer lugar do universo, Invulnerabilidade, Fator de Cura e Imortalidade.
Equipamentos/Armas: Moto Intergalática Super Equipada e um Arsenal Ilimitado.
Assossiações: L.E.G.I.Ã.O, no universo Amálgama ele se fundiu com Howard, the Duck. Lobo tem como um de seus maiores inimigos o demônio Etrigan, e teve que se unir várias vezes com o demônio para resolver alguns problemas.
Arqui-Inimigos: Super Man, Vril Dox, Wolverine e sua professora do Primário.
Maiores Vitórias: Superman, Papai Noel, Coelho da Páscoa entre outros...
Maiores Derrotas: Superman, Máskara, Hitman, Wolverine (Injustamente, ele só perdeu por votação de fãs).
Maiores Feitos: Matou todos os habitantes do seu planeta natal Czárnia, fazendo o mesmo se tornar o último Czarniano. Lobo também conseguiu a dádiva da vida eterna, após ser recusado no Céu e Inferno.


Para quem não conhece, o Lobo é um caçador de recompensas da DC Comics que é o tipo de cara que você nunca vai ver, pois antes de você olhar para ele ele já cortou sua cabeça e colocou ela dentro do seu estômago, do pior jeito possível.
Ele é o Típico Bad-Boy Motoqueiro, só que ele tem algumas diferenças como por exemplo: Poder de Fogo para colocar medo no Exército Russo, Superforça que é comparável a do Super Homem, Fator de cura infinatamente maior que a do Wolverine, uma Moto que pode viajar entre planetas, Olfato super apurado e a capacidade de localizar QUALQUER indivíduo que ele já tenha visto em QUALQUER lugar do universo. Ele também é Imortal, mas ele não nasceu com a imortalidade, ele simplesmente conseguiu a força. Ele morreu para um adversário, o qual ele foi contratado para matar. Pois o seu adversário trapaceu na hora da luta e conseguiu matá-lo.
Quando Lobo morreu ele teve sua alma levada para o céu, após ele matar mais da metade do céu. Ele foi rejeitado e mandado para o inferno, mas o Inferno também rejeitou Lobo. Ele foi ressuscitado e no final da HQ, tinha apenas a imagem de um documento oficial vindo do céu. Tornando Lobo imortal, pois se o Lobo morresse ele transformaria o Céu no Inferno.
Lobo nasceu no pacato e feliz planeta Czárnia, os Czarnianos não conheciam a guerra, o mal e a violência. Mas em um não tão belo dia nasceu o MAL de Czarnia, Lobo auto-entitulado Maioral. Ele simplesmente matou todos os Czarnianos, pois ele queria ser "O último czarniano".
Apesar de o Lobo ser o ser mais desprezível e maligno de todo o Universo ele só ama uma coisa: Golfinhos. O Lobo só demonstrou algum tipo de afeto por golfinhos. Além disso tem algumas coisa que o Lobo gosta como: Matar, Mulher e Cerveja.
O Lobo tem inimigos muito conhecidos como: Maskara, Etrigan, Super Homem, Wolverine, Papai Noel, Hitman e mais um milhão de inimigos.
OBS: Ele matou o Papai Noel, e de quebra ainda matou o Coelinho da Páscola.
Uma das maiores polêmicas até hoje nas Histórias em quadrinhos foi na Série DC vs. Marvel. Onde o Maioral teve que enfrentar o Wolverine, e por incrível que pareça o Lobo perdeu. Sendo que os poderes do Wolverine são: Fator de Cura e Garras de Adamantium. Como alguém do nível do Wolverine ganharia de alguém que já deu uma surra no Super Homem, e conseguiu a Imortalidade a força? Mas isso tem uma resposta, a decisão de quem ganharia foi por votação de fãs. O Wolverine tem mais fãs que o Lobo, por isso o impossível aconteceu. Veja na imagem a seguir a cena de luta entre Lobo e Wolverine. Talvez essa luta tenha sido algum tipo de preotesto pois ela acontece o tempo todo atrás do balcão do bar:
 

A única fraqueza conhecida do Lobo é Gás Venenoso, sendo que nada pode matar ele, o máximo que se conseguiria é desmaiar ele. As únicas vezes que o Lobo é nocauteado é justamente por causa de gás.
O Lobo apesar de ser um maluco que mata tudo que ele encontra pela frente ele é Honrado, pois ele quando promete alguma coisa ou assina um contrato ele cumpre a promessas
Personagens famosos que o Lobo enfrentou:
Super Homem, Hitman, Vril Dox, Máskara, Papai Noel e Wolverine. O mais curioso foi na luta entre Hitman e Lobo na qual o Lobo perdeu, mas não foi por falta de habilidade. Leia e fique surpreso: Clique aqui para lera a HQ on-line.

Curiosidades sobre o Maioral:
  • Lobo tem mais de 400 anos.
  • Lobo odeia você que está lendo esse post.
  • Lobo é baseado nos integrantes da banda Kiss.
  • Lobo foi obrigado a fazer parte da L.E.G.I.Ã.O,  por causa de uma aposta que fez com Vril dox.
  • Lobo possuía a capacidade de criar clones instanteaneamente a partir do seu sangue, ou seja, se você arrancar sangue do Lobo. Você vai ter que se preocupar com mais de 1 Lobo.
  • Lobo tem um chip implantado no seu sistema auditivo que é ligado a Rádio Zombie, aonde toca Heavy Metal 24 horas por dia. Muitos dizem que sua agressividade tão extrema vem daí, eu digo que ele é maluco por natureza.
  • Ele diz ser o Maioral.
  • Lobo não precisa dormir, comer, beber, respirar e etc... Ele fica vivo mesmo sem realizar essas tarefas.
  • Ele teve seu próprio game para Mega-Drive, só que o jogo era muito ruim.
  • Ele tem um bordão: "Gizz de Fetal"
Para deixar você com mais um pouquinho do maioral veja o Vídeo a seguir, que é adaptação do quadrinho Especial Para-Militar de Natal do Lobo para um Curta-Metragem (Ele é contratado pelo Coelho da Páscoa para matar o Papai Noel):

Trailer Oficial "O Hobbit: Uma Jornada Inesperada" HD + Análise do Trailer

ATENÇÃO: ESSE POST FOI ORIGINALMENTE ESCRITO NO DIA 21/12/2011, QUE PE EXATAMENTE 1 DIA APÓS O LANÇAMENTO OFICIAL DO TRAILER DO FILME EM QUESTÃO.

Para os fãs de Tolkien como eu que esperaram mêses por notícias sobre o lançamento do filme "O Hobbit", acompanhando os vídeos de produção na internet, vendo as imagens dos 13 anões Bifur, Bofur, Bombur, Kili, Fili, Óin, Gloin, Ori, Nori, Dori, Dwalin, Balin, Thórin Escudo de Carvalho (Thorin Oakenshield na língua inglesa). E vendo imagens também do nosso querido hobbit Bilbo Bolseiro (Bilbo Baggins na língua inglesa). Temos uma surpresa para você, acaba de sair do forno o Trailer do filme dirigido por Peter Jackson (diretor da trilogia "O Senhor dos Anéis"). Veja o Trailer a seguir, mas veja em Full HD (1080p):
 Trailer com Legenda:

Analisando o Trailer:
No começo do Trailer (Aproximadamente 0:08 - 0:22), é possível perceber que Bilbo irá narrar uma História para o seu sobrinho Frodo. Bilbo começa dizendo que já contou tudo que ele [Frodo] deveria saber sobre suas aventuras, e ele afirma que contou a verdade, só que ele coloca um contra-ponto dizendo que não contou "Toda ela". E após essa breve narração, começa a mostrar uma prévia da Aventura de Bilbo. Quando Gandalf, o Cinzento chega na porta da casa do pequeno Hobbit e diz procurar alguém para acompanhá-lo em uma aventura. *Nota-se a adaptação perfeita entre o filme e o Livro, pois quem leu o livro consegue notar que o modo que o cenário está arrumado, o jeito que frodo está fumando o seu cachimbo e olhando para Gandalf e até mesmo a entonação de voz de Gandalf que eu imaginei lendo o livro estão simplesmente perfeira. Peter Jackson merece uma nota 10 pela genialidade da cena adaptada.* Após o convite do mago, nos é mostrado no vídeo uma pequena cena, com o Frodo indo desesperado atrás dos anões pedindo para eles esperarem. *O Condado nesse filme está mais detalhado, do que no Senhor dos Anéis, enquanto no Senhor dos Anéis só se mostrou dentro do Condado durante o aniversário de Bilbo. Mostrava-se o Condado inteiro como uma paisagem, mas nós não tinhamos idéia nenhuma de como viviam os Hobbits, você só consegue entender um pouco mais essas criaturas na versão extendida do "O Senhor dos Anéis: A Sociedade do Anel", em que enquanto Bilbo escrevia o seu livro ele dava descrição da raça "Hobbit", e enquanto ele narrava o que escrevia no livro, surgia uma cena dos Hobbits fazendo o que Bilbo falava. No livro O Hobbit, falava-se muito mais sobre o Condado do que no Senhor dos Anéis, por isso eu espero que nesse filme, tenhamos bastante Condado antes de sairem para dar início a aventura.* Depois desse foco em Bilbo, Gandalf começa a apresentar os anões para o Hobbit, falando o nome de cada um, e para cada nome que o mago fala mostra-se uma cena com os respectivos anões citados. *Na apresentação dos anões você consegue perceber quem são os personagens cômicos e mais sérios no filme. Por exemplo, Fili quebrando um prato na cabeça nos dá uma idéia de personagem cômico. Kili atirando uma flecha nos dá uma idéia de um guerreiro. Óin dançando uma dancinha whatever, mostra quem é o primeiro Coadjuvante. Sobre Glóin eu só digo uma coisa, ele é pai do anão mais Badass que existe, e o seu nome é Gimli! Precisa dizer mais alguma coisa sobre Glóin? Dwalin não deu nem para ver a cara. Balin ficou parado então para mim por enquanto é nulo, mas ele é por enquanto nulo, pois no Senhor dos Anéis ele tem uma participação. Quando Gimli vai para Moria com a sociedade, ele vê que a cidade dos Anões está arruinada, e vê um túmulo, Gandalf lê as inscrições e cita para Gimli. As inscrições diziam que alia jazia Balin, Gimli não aguenta a tristeza e chora encostado no túmulo. Bifur nulo e Bofur também. Bombur é o cômico de verdade, o que vai fazer ele ser engraçado no filme é ele ser gordo e ter que ser o último em tudo. No caso do Livro, quem leu pode perceber, que por ele ser gordo ficava por último ou deixava de fazer algumas coisas. Como por exemplo, subir em uma corda para chegar a entrada do covil de Smaug, ele acabou ficando de vigia, para não subir na corda e correr o risco de arrebentá-la. Dóri, Nóri e Óri nulos. E por último e o mais importante THORIN OAKENSHIELD. Thórin não é ninguém menos que o Líder desse grupelho de anões. Thórin na minha opinião vai assumir o papel de Aragorn nesse filme, ele vai sair muito do linha caricata e cômica dos anões, que Peter Jackson cisma em fazer. E ele vai mais para a seriedade, e para um lado mais guerreiro e líder nato. * Saindo da apresentação do personagem, mostra uma cena de Thorin levantando e cantando uma música que é acompanhada pelo resto do grupo em uma espécie de coro *No livro essa música é cantada após um pergunta de Bilbo aos anões, e perceba que na música eles mencionam fogo e árvores queimando. Essa música é uma apresentação do inimigo, o grandioso Dragão Smaug.* A música continua sendo cantada pelos anões, e a cena muda só que a música continua no fundo, as cenas são: Gandalf com sua espada desembainhada, Bilbo subindo as escadas de Rivendell e olhando para a Andúril quebrada, Galadriel mexendo no cabelo de Gandalf, Gandalf novamente dessa vez atravessando a ponte de uma caverna com a luz de seu cajado acesa e Bilbo entrando na caverna aonde estão alojados os anões. *A cena que eu julguei ser a mais importante das citadas anteriormente foi a do Bilbo entrando na caverna aonde estão alojados os anões. Pois lá que possívelmente irá ocorrer o combate contra o grupo de orcs e contra o grão-orc.* Perceba que nessa cena Bilbo está desembainhando uma espada *A espada que está sendo desembainhada é a Ferroada, que é aquela espada que Bilbo deu a Frodo em Rivendell no filme O Senhor dos Anéis. A espada brilhava ao sentir a presença de Orcs, Wargs, Trolls e Uruk-Hais.* Então Thorin diz para Gandalf que não poderá garantir a segurança de Bilbo. Após essa fala, nos é mostrado uma série de cenas. *Devo dar a importância as cenas com a batalha com os 3 trolls, e Gandalf batendo o cajado no chão com uma luz do sol atrás dele. Aquela luz porvavelmente será a luz que transformou os 3 Trolls em pedra.* Após essas cenas entra um diálogo entre Gandalf e Bilbo, que o hobbit pergunta se o Gandalf promete que ele irá voltar para casa. Gandalf responde que Não, e ainda diz que se ele conseguir ele nunca mais será o mesmo. E nos é mostrada a cena em que Bilbo encontra o Anel *No diálogo citado anteriormente podemos perceber que Gandalf não diz se a vida de Bilbo vai mudar para melhor ou pior ou seja essa é "Uma Jornada Inesperada" em todos os sentidos. A cena do anel é a cena mais importante para qualquer fã de Tolkien, essa cena irá mostrar como Bilbo achou o Um Anel.* A cena final é Criatura-Gollum falando com Bilbo. *Nesse final nos é dado um presente por Peter Jackson, que é uma prévia da cena do jogo das charadas com Gollum. No livro Gollum tem uma grande participação, a sua parte no filme é ele fazendo umas Charadas para Bilbo. Ele perde no jogo de chradas e Bilbo foge com o Anel para não ser morto por Gollum.* 

sexta-feira, 27 de janeiro de 2012

RPG - Preconceitos, Noções Básicas, Como Jogar e Recomendações

Antes de começar esse post tenha em mente que:
  • RPG não é um jogo que envolve Satanismo, e quem joga não faz parte de uma Sociedade Secreta, Religião, Ceita ou Grupo de Bruxos. O RPG é antes de mais nada, um jogo para simples e puro entretenimento.
  • RPG significa Role Playing Game traduzindo para português, Jogo de Interpretação de Personagem.
  • Se você gosta de Senhor dos Anéis, Caverna do Dragão ou Contos de fantasia. Você vai se apaixonar por RPG.
  • O RPG que o post abrange não é MMORPG nem RPG de video-game, se trata do bom e velho RPG de papel. Mas se você joga World of Warcraft, The Legend of Zelda, Age of Conan e etc... Mas não conhece o RPG de papel leia o post até o fim e você terá uma nova concepção sobre RPG.
Se você está ansioso para jogar, mas não tem nenhuma noção de como se joga RPG. Saiba que RPG são horas de diversão garantida, em um mundo em que qualquer coisa que você quiser fazer é possível. Mas antes de partir para uma aventura de RPG, saiba que começar a jogar RPG é difícil, aprender a jogar não é difícil. A parte mais difícil de jogar RPG é aguentar o preconceito proveniente de Fanáticos Religiosos, Mídia em geral, pais, namoradas (RPGista com namorada? Existe isso?), amigos e etc... Saiba que se você joga RPG você está aumentando seu conhecimento e elevando seu nível de criatividade e imaginação. Você estará se divertindo e interagindo com um grupo de pessoas que tem o mesmo objetivo que o seu. Entretenimento em forma de Aventuras Épicas (ou não). Não ligue para o que as outras pessoas disserem, e acredite elas vão dizer. Apenas foque no seu objetivo, jogar RPG.
No RPG você assume o papel de um personagem criado préviamente por você antes de começar o jogo. Esse personagem deve possuir: Raça, Classe, Sexo, Idade e etc... O seu personagem possui características próprias como  por exemplo o jeito de único de resolver as coisas, e isso quem determina é você. O jogo não é uma peça teatral, mas sim uma aventura compartilhada por um grupo que quer ter uma aventura. Mas se você quiser tornar o jogo mais divertido fazendo vozes dos personagens, fazendo coisas imprevisíveis porém que não vá alterar bruscamente o jogo sinta-se livre. O RPG não é um simples em que você pode tomar apenas um rumo como no video-game. Cada livro engloba seu próprio modo de regras, histórias e modos de jogar diferente. O Livro de RPG é como se fosse o jogo de Video-Game que você compra na loja, nenhum é igual o outro. Por exemplo, o famoso Dungeons & Dragons não é igual o Vampiro: A Máscara, já que um trata-se de fantasias medievais e o outro é colocar-se na pele de um vampiro. Existem RPGs de todos os tipos como por exemplo de Anjos e Demônios, Tempos Medievais, Fantasia, Futurísticos, baseados em Filmes e etc...

O que você precisa antes de começar:
  • Lápis, borracha e apontador (Para a edição de informações sobre o personagem na ficha)
  • Livros de RPG (Não precisa ser necessariamente livros físicos podem ser e-books)
  • Dados (Basicamente você precisará de 1 dado de 4 lados, 6 lados, 8 lados, 10 lados, 12 lados e 20 lados)
  • Grupo que quer jogar RPG com no mínimo 3 pessoas sendo que você precisa de um jogador um pouco mais experiente para ser o mestre.

Para se aprender a jogar você precisa de um pouco de paciência, primeiro adquira o livro de RPG. Escolha o que você mais gostar com a melhor base. Por exemplo, se você gostar de Histórias medievais recomenda-se o pioneiro dos RPGs Dungeons & Dragons, mais conhecido como D&D. Se você gosta do mundo Sobrenatural, jogue Vampiro: A Máscara. Se você gosta de um pouco de terror ou do querido H.P. Lovecraft jogue o RPG baseado no maior conto de Lovecraft, Call of Cthulhu (O Chamado de Cthulhu). Existe também GURPS, que não se limita muito em um tipo de universo, e dá uma liberdade imensa para você criar o seu mundo de RPG, na era que você quiser e com qualquer tipo de tecnologia. Frequentemente são lançadas novas versões de alguns RPGs, por exemplo o Dungeons & Dragons está na versão 4.0 que não foi bem muito recebida pelos jogadores de RPG, que defendem a versão 3.5, afirmando que é a melhor versão do D&D. Mas a versão 4.0 é recomendada para jogadores iniciantes, pois é mais dinâmico e simples que o 3.5. Se você quiser comprar um RPG do mesmo estilo do D&D mas não quer o 4.0 compre o Tormenta, que é muito parecido com D&D, e é tão bom quanto.

Adquira em seguida os seus dados. Os dados são basicamente os seus medidores de ações, ataques e atributos iniciais. Por exemplo, no caso do Tormenta, você quer realizar um ataque a um orc, ele tem a C.A. (Classe de Armadura) igual a 20. Você rola o seu D20 (dado de 20 lados), para ver se seu ataque foi bem sucedido ou não. O seu ataque é o valor que deu no seu dado somado aos seus bônus de ataque possíveis, se o resultado for maior ou igual ao valor da classe de armadura do seu oponente o ataque é realizado com sucesso. Se o resultado do seu dado for 20 é ataque crítico independente da C.A. do seu oponente. Se o resultado do seu dado for 1 é fracasso no ataque, indepente da C.A do seu inimigo. Após um ataque bem sucedido deverá ser feito a rolagem de dados de dano para ver o dano causado no seu oponente. Você deve rolar o seu dado de dano, que irá variar dependendo da arma que você usa. Por exemplo, o meu personagem possui um Machado de Anão que tem 2D6 (2 dados de 6 lados) de dano, ou o meu personagem possui uma Espada Longa que tem 1D10 (1 dado de 10 lados) de dano. Você deve rolar o seu dado de dano, o valor que der no seu dado deve ser somado aos respectivos bônus relativos ao dano do personagem. Um diálogo entre mestre e jogador será simulado a seguir, baseando-se no sistema de Dungeons & Dragons:

Pedro o jogador diz: - Eu vou atacar aquele Orc que acabou de me ver.
João o Mestre diz: - Ok, faça a rolagem de dado de ataque.
Pedro: - Deu 18 no meu dado, mais o meu bônus básico de ataque que é 5, o meu ataque deu 23.
João: - Você conseguiu realizar o ataque com sucesso. Agora faça a rolagem do dado de dano.
Pedro: - Deu 4 no meu primeiro D8 (Dado de 8 lados), e no meu outro D8 deu 7. Meu bônus de dano é de 10. O resultado dessa soma é 21.
João: - Você realizou um ataque muito efetivo ao inimigo, você abriu um corte no seu abdômen que não para de sangrar. Mas ele ainda está de pé e te ataca. Como eu sou o mestre eu devo assumir o papel do orc para atacar você. Meu dado de ataque deu 1 ou seja o ataque do orc fracassou, o orc tentou te esfaquear mas escorregou no próprio sangue e errou o ataque.
Pedro: - Eu continuarei atacando ele.
João: - Ok, faça a rolagem do dado de ataque.
Pedro: - O meu dado de ataque deu 20 ou seja ataque crítico eu não precisarei somar com os meus respectivos bônus de ataque.
João: - Agora faça a rolagem do dado de dano.
Pedro: - No meu primeiro D8 deu 6, e no meu segundo D8 deu 4. Mas como foi um ataque crítico meu ataque deve ser o dobro. Somado com o meu bônus de dano, o resultado final do dano desferido no oponente é 20, multiplicando por 2 meu ataque foi 40.
João: - Com maestria você realizou um ataque fatal no seu adversário, decepando sua cabeça fora e ele apenas cai ajoelhado sem a cabeça

O mestre do jogo determina o rumo que a história irá tomar, ele que decide qual inimigo o grupo irá enfrentar, quais serão os quebra cabeças que deverão resolver, quais obstáculos o seu grupo terá pelo caminho e qual a recompensa que irá ganhar por completar uma missão. É recomendável que o mestre seja um jogador mais experiente, criativo ou que já foi mestre alguma vez e realiza o papel de mestre com grande desempenho. mas não significa que você não poderá ser o mestre, após aprender sobre o jogo você terá a noção do que o mestre faz e pode ter como auxílio o livro do mestre.
Para começar a jogar RPG é preciso ter um horário marcado para ter uma melhor organização no jogo. Um jogo de RPG pode começar hoje e a jornada do seu personagem pode demorar mêses ou até anos. Por isso que precisa ter um horário certo para jogar RPG. Eu jogava RPG às 14:00 até onde pudesse ir, geralmente acabava às 19:00. Mas não significa que você não possa jogar em horários diferentes e por menos tempo. Mas é recomendável que tenha um horário marcado, para continuar de onde parou a aventura.
O seu personagem tem uma ficha na qual você deve escrever o seu nome, nome dos personagens e o que o livro disser o que precisa se colocar na ficha. Cada livro tem seu modelo de ficha, mas basicamente todas tem o mesmo princípio colocara as características do personagem como Nome, idade, classe e raça, e os talentos do personagens além do que o personagem vai adquirindo durante o jogo, como por exemplo dinheiro, experiência, habilidades e etc... Além dos personagens existem os NPCs (Non player character, que traduzindo significa: Personagem sem jogador) que são jogadores que não são controlados por ninguém da mesa, ele é controlado pelo mestre nas situações que forem convenientes na história. Por exemplo:

Paulo o jogador: - Eu preciso sair do jogo pois eu tenho um compromisso, meu personagem deverá ser controlado pelo mestre enquanto eu estiver ausente um NPC.
João o mestre: - Ok, eu controlarei com o seu personagem enquanto você estiver ausente.
30 minutos após a saída de Paulo o grupo entra em um combate.
João: - Ok, agora é a vez de Paulo atacar eu deverei atacar por ele.

No final o RPG pode variar muito de acordo com o Livro que você está usando. As regras, a história, as classes, as raças mudam de acordo com o Livro que você usará então para basear-se em um livro na hora de jogar escolha o que parece ser mais interessante para você. Ou seja no final sempre leia as regras do livro que você escolheu

A seguir downloads e links externos sobre RPG:
  • Site da editora de Tormenta na qual é possível comprar os livros: Para ver o site da editora clique aqui.
  • RPG Sound Mixer, é um programa para windows que contém vários efeitos sonoros, músicas e muito mais para aventuras de RPG (Só tem uma Demo version, mas o trabalho desse cara é muito bom, vale a pena pagar para incentivar ele a continuar o trabalho): Para fazer download do programa clique aqui.
OBS: Dúvidas vá aos comentários, sugestões vá ao comentário, críticas vá para a p#$% que o pariu...

Frases Históricas do Cinema 'Nacional' #1

ATENÇÃO ESSE POST CONTÉM SPOILERS DOS SEGUINTES FILMES: TROPA DE ELITE, CIDADE DE DEUS, SETE GATINHOS E MEU NOME NÃO É JONHY.

No último post Frases Históricas do Cinema #1, fizemos a seleção das melhores frases de filmes em geral, ou seja, dos filmes em geral aquela é a 1ª parte da lista dos melhores, esse post trata-se apenas de frases do cinema nacinal. O cinema nacional está recheado com várias cenas hilárias e talvez até constrangedoras, e a nossa humilde taberna fez a seleção dessas melhores frases.


"Dadinho é o cara#%&, meu nome agora é Zé Pequeno. Po&#a!"

Quem conhece o cinema nacional sabe que Cidade de Deus é quase um filme só de frases históricas. Mas a frase em questão tem que receber uma atenção maior do que as outras, nessa frase ele mostra que deixou de ser um bandidinho, e ladrãozinho qualquer. E se tornou "Zé Pequeno" o líder boca de fumo, na Cidade de Deus, ou até mesmo "Dono da Cidade de Deus". Essa pérola do cinema nacional, acontece quando Dadinho chega com alguns Jagunços armados na boca dos apês sem dar explicação nenhuma. E o "gerente" da boca, diz: "Qual foi Dadinho?", como resposta ele recebe: "Dadinho é o cara#%&, meu nome agora é Zé Pequeno. Po&#a!"

"Não, eu sou o Jô Soares! Sua Piranha..."
O nosso querido rei do futebol Pelé, como alguns que conhecem a carreira do craque. Sabem que ele não quis fazer só arte com a bola, mas ele já fez arte na Música e nos CINEMAS. Era exatamente isso o que a internet precisava, uma pérola do cinema brasileiro, protagonizado pelo grande Rei do Futebol...

"Senta o dedo nessa P$%#"

Essa frase ocorre num diálogo entre o nosso querido herói brasileiro Capitão Nascimento e o "14" (Um oficial do BOPE). Quando após o Capitão Nascimento na narração faz um discurso (Muito legal por sinal), começa o diálogo:
- É 100% 14?
-Caveira, meu capitão... (Uma forma de dizer afirmativo)
-Então senta o dedo nessa P#$%!
Essa e outras frases do filme são a recompensa de todo brasileiro que foi ao cinema ver o Tropa de Elite. O tropa de elite merecia um post só com as frases clássicas do filme.


"Eu quero saber... Quem foi que desenhou cara@$nhos voadores na parede do banheiro?"

Essa frase sensacional ocorre no filme Os 7 Gatinhos de Nelson Rodrigues, na qual estava entre o elenco figurões como: Lima Duarte e Antônio Fagundes. Se você nunca viu o Lima Duarte em uma cena engraçada veja o vídeo acima.

"Eles são grandes, mas nós é ruim..."
 
A cena por si só é hilária. Mas esssa frase do filme Meu Nome não é Jonhy é o foco principal do humor da cena. E tambem, não deixa de mostrar como funcionam as coisas na prisão e na mão do detento Alcides, que é o criador dessa célebre frase.

Frases Históricas do Cinema #1

ATENÇÃO ESSE POST CONTÉM SPOILERS, SE VOCÊ NÃO VIU OS FILMES "STAR WARS: EPISÓDIO V, A TRILOGIA SENHOR DOS ANÉIS, 300 E BATMAN: THE DARK KNIGHT (SE VOCÊ NÃO VIU JÁ DEVERIA TER VISTO).

Todos os filmes que se prezem merecem uma frase de efeito, que nos faz pensar, rir, chorar ou qualquer coisa do tipo... O filme pode ser ruim, mas se tiver uma frase de efeito excelente, faz valer a pena ter visto o filme. E a nossa humilde taberna fez uma seleção das melhores frases, essa lista você.

"You cannot pass... I am a servant of the secret fire, wielder of the flame of Anor. The Dark Fire will not avail Flame of Udûn! Go back to the Shadow! YOOOOOOU SHAAAAL NOOOT PAAAAASS...."
Tradução:
"Você não pode passar... Eu sou um servo do Fogo Secreto, guardião das chamas de Anor. O Fogo Negro não absolverá você Chama de Udûn! Volte para as Sombras! VOCÊ NÃO PASSARÁ..."

Esse díalogo ocorre no filme The Lord of the Rings: Fellowhip of Ring, quando o Mago Gandalf, o cinzento, desafia o Balrog de Moria (Um demônio de fogo e sombra com mais de 15 metros de altura, que carrega uma Espada e um Chicote flamejante), conjurando uma magia que faz a fera cair da Ponte de Khaza-Dûn. Infelizmente após citar toda essa poesia e derrotar o Balrog, ele cai junto com o Balrog. Pois enquanto cai a fera chicoteia o pé do mago que cai, e ao tentar se segurar ele apenas pronuncia "Run you fools" - "Corram seus tolos", ele fala isso para Aragorn e companhia.

"Luke, i am yout father..."
 Tradução:
"Luke, eu sou o seu pai..."

Todos que são fãs de Star Wars sabem que a frase mais famosa de Star Wars é a que foi dita por Darth Vader, para o seu filho Luke. Quem acompanhou Star Wars sabe que o episódio V inteiro foi feito só para aquele momento, o Star Wars Episódio V: O Império Contra Ataca, foi o filme em que aconteceu a revelação mais chocante da história do cinema. A revelação não foi só que Darth Vader é o pai de Luke Skywalker, mas também que Darth Vader já foi um cara chamado Anakin Skywalker, e esse sim era um grande Jedi. Você consegue sentir o que Luke sentiu após o Darth Vader fazer essa "Surpresinha" para ele...

"Do or not do, there is no try..."
Tradução:
"Fazer ou não fazer, tentativa não há..."

A terceira frase tinha que ser uma frase muito famosa e sábia, eu não tinha como não colocar mais uma frase do Star Wars. Após Luke Skywalker receber a missão no planeta Hoth (Sistema conhecido por ser apenas gelo e neve, é o que seria a Sibéria da terra, o número de seres vivos desse planeta é insignificante) do seu antigo mestre Obi-Wan Kenobi/Ben Kenobi (Versão Ghost do Obi-Wan), ele parte para Dagobah (Ordem de Obi-Wan). Ele deve procurar um mestre jedi chamado Yoda, ele apenas encontra naquele monte de pântano também conhecido como Sistema Dagobah, um pequeno ser vivo de cor de pele verde. Após ter uma breve conversa com ele e após algumas frases sábias como: "Grande guerreiro? Guerra não faz grande ninguém.". O pequeno ser se revela o mestra Yoda, e aí ele inicia o treinamento de Luke, após Luke receber a ordem de mover a sua X-Wing com o poder da força ele apenas diz para o Yoda "Eu vou tentar", e é aí que a frase entra...

"This is SPARTAAAA!"
Tradução:
"Isso é SPARTAAAA!"
 Essa frase dita por Leônidas (Rei de Sparta) é conhecida como "Frase mais MACHÃO do cinema", após dizer essa frase o nível de testosterona do homem aumenta em 500%. Essa frase é dita em resposta ao mensageiro Persa que vem a procura de água para os persas, Leônidas após uma breve discussão política (um pouco mais agressiva do que o comum), recebe como resposta do mensageiro persa "Isso é Loucura...". Leônidas responde "Loucura? Isso é SPARTAAA!" e aplica um chute no peito do persa que simplesmente cai no poço, para a morte.

"Why so serious?"
Tradução:

"Porque tão sério?"

Após um excelente filme do Batman feito em 2008 (Batman: The Dark Knight), os privilegiados de terem visto um bom filme de super-herói ainda tiveram o presente de terem presenciado um dos melhores vilões da história do cinema (Darth Vader sempre será o melhor vilão. LOL). O Coringa do filme era totalmente diferente dos quadrinhos e desenhos, ele era um psicopata que não tinha só lado cômico ele era completamente Cômico-Maníaco. Ele consegue colocar medo nas pessoas, ele mostra que o coringa não é um cara engraçadinho, mas sim um maluco psicopata que tem como objetivo matar o Cavaleiro das Trevas. Mas parando um pouco de puxar o saco do coringa, vamos falar da sua épica frase e sua origem. O Coringa explica o motivo das suas cicatrizes, de acordo com ele o pai dele que bebia muito. Um dia chegou em casa bêbado e matou a mãe dele na frente do Jovem Coringa. Após o pai bêbado olhar para o coringa encolhido no canto com a cara séria, o pai dele se aproxima dele e diz: "Why so serious? Why so serious? Let's put a smile on that face..." - "Porque tão sério? Porque tão sério? Vamos colocar um sorriso nesse rosto..." Após dizer isso o pai do coringa pega uma faca e modela no rosto do jovem coringa um sorriso, que consequentemente vira uma cicatriz, por isso o coringa está sempre sorrindo.

Discursos Épicos do Cinema #1

ATENÇÃO ESSE POST CONTÉM SPOILERS DOS SEGUINTES FILMES: "O SENHOR DOS ANÉIS: O RETORNO DO REI, GLADIADOR E CORAÇÃO VALENTE"...

A maioria dos filmes com guerras medievais, tem um discurso de incentivo de um líder influente a um exército em desvantagem e com medo. Geralmente esses discursos liberam uma força interior dentro dos Soldados, que acabam lutando com todos os esforços possíveis. A nossa humilde taberna fez uma pequena lista desses memoráveis discursos, que muitas vezes podem emocionar as pessoas e ao mesmo tempo incentivá-las a seguir em frente.

"Arise! Arise! Riders of Théoden! Spears shall be shaken, shields shall be splintered! A sword-day! A red day, ere the sun rises! Ride now, ride now, ride! Ride for ruin and the world's ending! DEATH! DEATH! DEATH!"
Tradução:
"Levantem, levantem, Cavaleiros de Théoden! Quebrada será a lança, trincado será o escudo! Um dia da espada! Um dia vermelho! Antes de o sol raiar! Avante, avante! Cavalguem para a morte e para o fim do mundo! Morte! Morte! Morte!"
 A grande obra de Tolkien, e a mais famosa que recebe o nome de: "O Senhor dos Anéis", tem frases e cenas Antológicas. Peter Jackson o diretor da trilogia O Senhor dos Anéis no cinema (que é uma das melhores adaptações da história do cinema, campeão de bilheteria e vencedor de vários Oscars), conseguiu transformar o que estava escrito no livro em verdadeiros discursos de motivação, ele conseguiu dar vida a um dos discursos mais emocionantes possíveis. Mas saindo um pouco da criação, vamos ao discurso.
O que pode se dizer de um rei que passou anos sobre o controle mental do Mago Saruman, o Branco e de Grima Língua de Cobra. Que juntos conseguiam fazer o rei permitir a morte do sucessor ao trono de Rohan. Esse rei ainda por cima perdeu grande parte do seu exército e reino em uma guerra terrível contra um exército de poderosos Uruk-Hais. Esse rei se chama Theodén, e governava Rohan, ninguém menos que esse homem que conseguiu superar tudo isso e por influêcia de Aragorn foi ajudar Gondor, contra um imenso Exército de Orcs. No início da guerra em Minas Tirith, Theóden faz o discurso em questão. Apenas Theóden seria capaz de encorajar todos os Rohirim a entrar em uma guerra que parecia ser impossível de sair vitorioso. Foi Theóden que final do discurso grita para os Rohirim ir de encontro a morte. Ele sabia que ia morrer naquela guerra mas ele ia lutar até morte, e ele encarou a morte de frente e sem medo. Ele enfrentou a morte cavalgando na frente de todo o seu exército, pronto para receber o frio abraço da morte mas antes levando muitos Orcs junto com ele para como ele mesmo disse "O fim do mundo."

"Sons of Gondor! Of Rohan! My brothers! I see in your eyes the same fear that would take the heart of me. A day may come when the courage of Men fails, when we forsake our friends, and break all bonds of fellowship, but IT IS NOT THIS DAY. An hour of wolves and shattered shields when the Age of Men comes crashing down, but IT IS NOT THIS DAY! This day we fight! By all that you hold dear on this good Earth, I bid you stand! Men of the West!"
Tradução:
"Filhos de Gondor! De Rohan! Meus Irmãos! Eu vejo em seus olhos o mesmo medo que tiraria o meu coração. Talvez possa haver o dia quando a coragem dos homes falhará, quando abandonaremos nossos amigos, e quebraremos todos os laços de sociedades, mas esse não é o dia! Uma hora de lobos e escudos partidos quando a Era do Homem cairá, mas esse não é o dia! Esse dia nós lutamos! Por todos aqueles que nos são queridos nesta boa terra, eu peço-vos que fiquem, Homens do Oeste!"
 OBS: O vídeo acima, mostra a cena da versão extendida de Senhor dos Anéis: O Retorno do Rei. Na cena original do filme não tem nada sobre o personagem "Mouth of Sauron/Boca de Sauron".

No segundo lugar, está também o livro/filme, do Senhor dos Anéis: O Retorno do Rei. Mas desta vez quem discursa, é o Rei Aragorn, que dá um grande incentivo para não deixar a luta. Aragorn tinha todos os motivos para deixar aquela guerra. Primeiro, ele iria atacar a poderosa fortaleza do inimigo, que era aonde se concentrava todo o poder do exército das trevas. O segundo motivo, é que o exército disponível não chegava nem a 1000 soldados, sendo que atrás daqueles portões negros, estava muitos milhares de Orcs, Trolls, remanescentes de Uruk-Hais e oito Nazgûls (Sem contar com o Witch King que morreu pelas mãos de Éowyn, filha de Theóden), ou seja, eles não tinham a menor chance de sair vitoriosos de lá, melho dizendo eles não tinham como sair vivos delá, estavam marcados para morrer. O terceiro motivo é que ele não tinha nem porque continuar na guerra, pois o Mouth of Sauron, enganou o Descendente de Isíldur (Aragorn), dizendo que Frodo Bolseiro, o portador do Um Anel estava morto, e para provar ele apenas jogou o colete de Mithril do pequeno Hobbit. Mas Aragorn tinha razões para terminar essa luta, mesmo sabendo que iria morrer naquela terra dominada pelas trevas. Em primeiro lugar a sua honra estava em jogo, afinal, o descendete direto do Traidor Isíldur, que deixou que as trevas do Anel de Sauron consumissem sua alma, e não jogou o Um Anel nas chamas de Mordor. Aragorn não poderia simplesmente sair e se dar por vencido esperando as trevas dominarem a terra média ele tinha que trazer a honra de volta a sua linhagem lutando bravamente até a morte. A segunda razão era vingar aqueles que tinham morrido em nome das inúmeras guerras que ocorriam por causa do Anel, com destaque em: Boromir, Frodo & Sam (Aragorn não sabia que eles estavam vivos, pois tinha sido enganado por Mouth of Sauron) e Theóden. E por último o amor que ele tinha por Arwyen a filha do elfo Elrond, que deixou de lado a vida eterna para viver seu amor com Aragorn. Aragorn tinha motivação o suficiente para desistir da guerra, mas ele tinha razões também para continuar na guerra e morrer.



"General: This is our army, to join us you have to pay tribute..
William Wallace: I only pay tribute to Scotland. And if this is your army, why does it go?
Veteran: We didn't come here to fight for them!
Young Soldier: Home! The English are too many!
William Wallace: Sons of Scotland! I am William Wallace.
Young Soldier: William Wallace is seven feet tall!
William Wallace: Yes, I've heard. Kills men by the hundreds. And if HE were here, he'd consume the English with fireballs from his eyes, and bolts of lightning from his arse.
[Scottish army laughs]
William Wallace: I am William Wallace! And I see a whole army of my countrymen, here in defiance of tyranny. You've come to fight as free men... and free men you are. What will you do with that freedom? Will you fight?
Veteran: Fight? Against that? No! We will run. And we will live.
William Wallace: Aye, fight and you may die. Run, and you'll live... at least a while. And dying in your beds, many years from now, would you be willin' to trade ALL the days, from this day to that, for one chance, just one chance, to come back here and tell our enemies that they may take our lives, but they'll never take... OUR FREEDOM!
William Wallace: Alba gu bràth!*
Army: ALBA GU BRÀTH! ALBA GU BRÀTH! ALBA GU BRÀTH!"
*Alba gu Bráth means, "Scotland Forever"...
Tradução:
"General: Esse é o nosso exército, para se juntar a nós deve prestar homenagem...
William Wallace: Eu só presto homenagem a Escócia. E se este é o seu exército, porque estão indo embora?
Veterano: Nós não viemos aqui para lutar por ele.
Soldado: Vamos para casa! Os ingleses são muitos!
William Wallace: Filhos da Escócia! Eu sou William Wallace.
Soldado: William Wallace tem sete metros de altura.
William Wallace: Sim eu já ouvi isso. Mata homens aos milhares. E se estivesse aqui mataria os ingleses com bolas de fogo que saem dos seus olhos, e raios que saem do seu traseiro.
[Exército Escocês começa a gargalhar]
William Wallace: Eu sou William Wallace. E eu vejo um exército inteiro dos meus companheiros, desafiando a tirania. Vocês vieram lutar como homens livres... E homens livres vocês são. O que vocês farão com essa liberdade? Lutarão?
Veterano: Lutar? Contra isso? Não! Nós correremos, e nós viveremos.
William Wallace: É, lutem e talvez morram. Corram para sobreviver... Pelo menos por um tempo. E morram em suas camas daqui a muitos anos. Não valeria a pena trocar todos esses dias a partir de agora, por uma chance, só UMA chance de voltar aqui e dizer para nossos inimigos que podem tirar nossas vidas mas eles nunca poderão tirar nossa LIBERDADE!
William Wallace: Alba gu bràth!*
Exército Escocês: ALBA GU BRÀTH! ALBA GU BRÀTH! ALBA GU BRÀTH!"
*Alba gu Bráth significa, "Escócia Para Sempre"...

William Wallace não é só um grande personagem que foi imortalizado nas histórias de Holywood, mas William Wallace foi também um grande homem que contribuiu com a liberdade da escócia contra a Inglaterra. Ele não é só mais um guerreiro dos filmes, mas também um ícone na História. Ele com seu exército medíocre deu um grande trabalho aos ingleses até o fim de sua vida, mas infelizmente, só após a sua morte a Escócia conseguiu o que William Wallace queria desde o começo. Ele queria a Liberdade. Como Aragorn e o Rei Theóden citados anteriormente, Wallace também sofre por ver sua esposa ser levada pelos ingleses, estuprada e morta. O que faz com que a sua vontade de lutar e ganhar a liberdade aumente.

4º - "Three weeks from now, I will be harvesting my crops. Imagine where you will be, and it will be so. Hold the line! Stay with me! If you find yourself alone, riding in the green fields with the sun on your face, do not be troubled. For you are in Elysium, and you're already dead! ... Brothers, what we do in life... Echoes in eternity!"
*According to Greek Mythology, "Elysium" is a heavenly place where the righteous go after death.
Tradução:
"Três semanas a partir de agora, eu estarei colhendo em meus campos. Imagine aonde estarão, e lá estarão. Mantenham a linha! Fiquem comigo! Se vocês estiverem sozinhos, cavalgando nos verdes campos com o sol em seus rostos, não se assustem. Porque vocês estarão no Elísios*, e já estarão mortos! Irmãos, o que nós fazemos na vida... Ecoa pela eternidade!"
*De acordo com a mitologia grega, "Campos Elísios" é um lugar paradisíaco aonde os justos vão após a morte.
General Maximus Decimus Meridius foi um grande líder durante a guerra e seria o sucessor do atual César como Imperador de Roma. Maximus demonstra ser um grande líder após várias batalhas vencidas, mas ele não é só um exímio líder em batalhas, ele também é um guerreiro nato possuindo grande habilidade com lutas de espadas. Ninguém melhor que Maximus para fazer esse discurso e motivar o seu exército, mesmo dizendo que muitos morrerão nesse sangrento duelo, o exército não se abala e ganha mais uma batalha...

5º - "Commodus: Rise. Rise.
[Maximus stands up, clenching an arrow head in his right hand]
Commodus: Your fame is well deserved, Spaniard. I don't think there's ever been a gladiator to match you. As for this young man, he insists you are Hector reborn. Or was it Hercules? Why doesn't the hero reveal himself and tell us all your real name? You do have a name.
Maximus: My name is Gladiator.
[turns away from Commodus]
Commodus: How dare you show your back to me! Slave, you will remove your helmet and tell me your name.
Maximus: [removes helmet and turns around to face Commodus] My name is Maximus Decimus Meridius, commander of the Armies of the North, General of the Felix Legions, loyal servant to the true emperor, Marcus Aurelius. Father to a murdered son, husband to a murdered wife. And I will have my vengeance, in this life or the next."

Tradução:
"Commodus: Levante-se. Levante-se.
[Maximus levanta com a ponta de uma flecha na mão]
Commodus: Sua fama é merecida, Espanhol. Eu acho que não tem outro gladiador que tenha a capacidade de lutar contra você. Quanto a este jovem, ele insiste que você é a reencarnação de Hector. Ou era Hércules? Porque o herói não se mostra e nos conte o seu nome real? Você tem um nome.
Maximus: Meu nome é Gladiador.
[Vira de costas para Commodus e sai]
Commodus: Como ousa mostrar as costas para mim? Escravo, você removerá o seu capacete e nos contará o seu nome.
Maximus: [Maximus remove o capacete e vira o rosto para Commodus] Meu nome é Maximus Decimus Meridius, Comandante dos exércitos do Norte, General das Legiões de Felix, servo leal do verdadeiro Imperador, Marcus Aurelius. Pai de um filho assassinado, marido de uma esposa assassinada. E eu terei minha vingança, nessa vida ou na próxima..."
Antes de mais nada, devemos fazer uma análise dessa cena e das entrelinhas contidas nesse diálogo entre Commodus e Maximus. Quando Maximus levanta com a ponta de uma flecha na mão, ele tem o desejo de matar Commodus, que matou o pai e mandou matar Maximus. Mas como podemos ver ele conseguiu fugir mais acabou indo parar na arena de Gladiador conhecido como Coliseu. Mas após Maximus ver que o sobrinho de Commodus estava olhando tudo, matar o próprio não seria apropriado e ele desiste de matar Commodus pelo menos por enquanto. Quando Maximus diz que o seu nome é Gladiador, ele hesita em revelar a real identidade, talvez por estar com medo das consequências. Pois se Commodus soubesse que o seu inimigo que deveria estar no trono ao invés de Commodus, provavelmente ele seria executado. Mas quando o Imperador insiste em saber a real identidade do Gladiador, Maximus aceita e revela sua identidade como inimigo de Commodus. É possível ver a cara de espanto do Imperador após ver que o seu inimigo não tinha sido executado, e estava cara a cara com ele. Após isso somos presenteados por Maximus com um juramento de vingança, e até mesmo uma revelação dos crimes de commodus. Entre os crimes de acordo com Maximus estão os assassinatos de Marcus Aurelius (Antigo imperador e pai de Commodus), o filho de Maximus, e a esposa de Maximus...

quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

[Crossover] Sauron vs. Darth Vader

ATENÇÃO: O POST A SEGUIR CONTÉM SPOILERS DA SÉRIE DE FILMES STAR WARS E SENHOR DOS ANÉIS. E CONTÉM SPOILERS TAMBÉM DA SÉRIE DE LIVROS O SENHOR DOS ANÉIS.

Mais um episódio da série Crossover segue, dessa vez o duelo é entre Darth Vader que domina as artes jedis e as artes obscuras do lado negro da força, e que também é perito na luta com sabre. E o grande feiticeiro Sauron, o Senhor do Escuro que também é um dos maiar (Algo próximo aos anjos do cristianismo, ou entidades dotadas de grande poder no universo de Tolkien), ele é o possuidor do Um Anel, governa todos os 9 anéis e os espectros do anel (incluindo o Witch King/Rei Bruxo que é o seu servo mais leal e o soldado mais poderoso de Sauron) que na sua ganância aceitaram os anéis e agora são lacaios do Senhor do Escuro. Sauron também é conhecido por ser o pupilo de Morgoth/Melkor que é o Ainu* mais maligno e poderoso de acordo com Illúvatar**, ou Eru, o Único o mais poderoso de todos os Ainur, Morgoth é algo próximo ao Diabo do cristianismo.
*Ainu ou Ainur no plural, são entidades próximas a deuses no universo de Tolkien.
**Ilúvatar ou Eru, o Único é o deus Onipotente do universo de Tolkien, algo próximo a Yaweh/Javeh/Jehovah/Jeová do Hebraico-Cristianismo.

Darth Vader:

Darth Vader é um dos seres mais poderosos do universo de Star Wars criado por George Lucas, mas claro sem contarmos com o Universo Expandido. Darth Vader é um dos maiores líderes do Império Galático, é também braço direito e pupilo do maligno Imperador. Para os olhos de quem não conhece Star Wars, ele pode parecer que não é poderoso mas ele nunca demonstrou o seu real poder, e ele também não estava no seu melhor estado físico. Afinal ele perdeu dois braços, duas pernas e foi queimado até a quase morte. A força usa o corpo da pessoa como um instrumento para poder manifestar-se, por isso quanto mais a pessoa treina mais forte a força se manifestará. Darth Vader não tinha o corpo completo, e apesar de ser um sith ele não podia usar alguns poderes do lado negro da força. Como o Force Lightning que é uma carga elétrica muito forte que saem da mão de quem a conjura, e eletrocuta quem estiver a frente, podendo facilmente levar a morte, como no caso do Imperador que quase matou Luke Skywalker. Essa talvez seja a maior fraqueza do Darth Vader, a eletrecidade colaborou com sua morte.
Armas/Poderes/Habilidades:
George Lucas deu um foco muito grande no Darth Vader em Star Wars, nos facilitando também na hora de saber as fraquezas e poderes de Darth Vader. Darth Vader tem uma grande habilidade como Espadachin e domina perfeitamente o sabre de luz. Ele também possui uma grande força física, e as partes mecânicas oferecem uma força extra, mas em compensação diminuem a agilidade do Lord Sith. Mas Darth Vader possui outro trunfo algo de poder muito grande, a Força. Darth Vader tem grande conhecimento dos dois lados da força, pois já foi um Jedi e um Sith.

Poder Político:
Darth Vader é um servo de grande importância para o imperador, e também é um líder nato. Ele foi comandante de exércitos imperiais em missão. Como por exemplo a missão de tomar a base rebelde de Hoth foi comandada por Darth Vader. Ele possuía uma monstruosidade tecnológica, não era a Estrela da Morte, pois ele nunca comandou nenhuma estrela da morte, nem a 1ª nem a 2ª. Mas a tecnologia beligerante que ele possuía era o Super Star Destroyer, que era um Destroyer Imperial muito maior que o comum e com o maior números de armas possíveis, um verdadeiro veículo de guerra.
Darth Vader foi líder de Boba Fett na caçada a Luke Skywalker. Darth Vader foi líder da 501st Legion (Também conhecida como "O Punho de Vader"), a 501st é um esquadrão de clone troopers de elite, o grupo dos melhores soldados imperiais, todos ao comando de Darth Vader. Sem contar os milhares de Stormtroopers leais ao império.

Sauron:
No universo de Tolkien Sauron é o ser mais temido que já viveu na Terra-Média, e após a queda de Númenor ele acabou sendo o ser mais forte da Terra-Média. Sauron é bastante temido e além de uma força bruta excepcional, ele também é um feiticeiro exímio talvez o maior feiticeiro da Terra-Média. Ele é um dos Maiar, assim como Gandalf, Radagast, Saruman, Laracna, Balrog de Moria e etc... Mas o Senhor do Escuro é o Maia mais poderoso da Terra-Média. Sauron comanda um exército de todos os seres amaldiçoados da Terra-Média, entre eles estão: Orcs, Uruk-Hais, Trolls, Wargs, Mensageiros de Sauron, Humanos servos da fortaleza de Carn-Dûn, Mercenários, Aranhas, servos da fortaleza de Isengard e etc... Para os olhos de quem só viu a trilogia Senhor dos Anéis, talvez ache que Sauron é apenas o grande olho que vigia Mordor. Sauron antes de ser derrotado por Isíldur era quase indestrutível, tanto que o maior esforço da sociedade do anel é para que Sauron não volte a sua forma original. Se não, nada nem ninguém na Terra-Média poderia parar o Exército de Mordor comandado pelo Senhor do Escuro. A maior fraqueza de Sauron, foi ele ter forjado e encantado magicamente o Um Anel e concentrado todo o seu poder no Anel, pois quando Isíldur cortou o dedo de Sauron que usava o anel, o corpo de Sauron foi quase desintegrado. Mas a vantagem de Sauron, é que ele é o único Senhor dos Anéis, o anel só tem um mestre e seu nome é Sauron.

Armas/Poderes/Habilidades: 
Sauron só apareceu no começo dos filmes do Peter Jackson, aonde não deu para ver tanto poder. Mas Sauron tem grande poder e influência política. Ele é mestre nas artes místicas malignas, talvez seja o maior feiticeiro da Terra-Média, e também tem grande habilidade com armas e força física.
Poder Político:
Sauron possui fortalezas de guerra que são comandadas por seres tão repugnantes quanto o próprio Sauron. Um exemplo delas são Isengard (Que foi uma espécie de fábrica de Uruk-Hais, antes do ataque das Ents/Barbárvores), Carn-Dûn, Mordor e etc...

 Em todas elas Sauron possui um exército. E como soldados de elite Sauron tem Saruman, o mago branco que recebe ordens de Sauron através do Palantir. Os 9 espectros do anel, entre eles está o Witch King que é o servo mais leal e mais poderoso de Sauron. Sauron também tem um imenso exército citado anteriormente, entre eles estão: Orcs, Uruk-Hais, Trolls, Wargs, Mensageiros de Sauron, Humanos servos da fortaleza de Carn-Dûn, Mercenários, Aranhas, servos da fortaleza de Isengard e etc...

Guerra Política:
Em uma guerra política Vader incontestavelmente levaria a melhor. Apesar de Sauron ter a feitiçaria e um gigante exército, Darth Vader tem um exército com o triplo do tamanho de Sauron, Tecnologia milhares de anos a frente a qualquer tecnologia da Terra-Média e Darth Vader tem como aliada a Força.

Batalha:
O campo deve ser neutro, pois Darth Vader ganharia no seu Super Star Destroyer usando artifícios tecnológicos. E Sauron em Mordor venceria de qualquer jeito.
Chegou a parte que interessa, em um conflito mano-a-mano quem ganharia? A resposta é um pouco difícil. Mas para a alegria aos fãs de Tolkien, a vitória é de Sauron, o Senhor do Escuro. A maior vantagem de Sauron seria a sua Feitiçaria contra Darth Vader, pois Sauron já se mostrou muito eficaz com trovões e relâmpagos. Esse é o maior problema de Darth Vader, que apesar de ter a Força, ele poderia usar a Telecinese ou Telepatia. Mas Saruman usava a Telepatia e Telecinese com a magia, para Sauron ter o domínio dessas artes mágicas não seria muito difícil. Sauron usaria a Telecinese para contra atacar a Telecinese de Darth Vader, ou seja, a telecinese contra Sauron seria anulada. E a telepatia de Darth Vader poderia ser usada contra Sauron, se o Senhor do Escuro tivesse a mente fraca. Mas como estamos falando de Sauron, ele não possui a mente fraca. Já que no Star Wars: O retorno de Jedi, Luke não conseguiu usar a telepatia contra Jabba, The Hutt pois ele tinha a mente muito forte. Se Jabba não foi afetado pela telepatia, Sauron muito menos. Sauron também tem a vantagem de ser um Maia, enquanto Darth Vader apesar de um Lord Sith muito poderoso é só um humano. Na luta com espada, Darth Vader teria uma vantagem, mas já que Sauron não conseguiria batalhar contra Vader com espadas, já que Darth Vader é mais rápido e mais habilidoso que Sauron. O Senhor do Escuro usaria a feitiçaria contra o Sith e terminaria a luta.